Guilherme

 

Aí está mais um Post galera.

Stonehenge (do inglês arcaico “stan” = pedra, e “hencg” = eixo) é um monumento megalítico da Idade do Bronze, localizado na planície de Salisbury, próximo a Amesbury, no condado de Wiltshire, no Sul da Inglaterra (Coordenadas GPS = Latitiude / Longitude: 51°10’43.95″N, 1°49’34.36″W).
Constituí-se no mais visitado e conhecido círculo de pedras britânico, e até hoje é a incerta a origem da sua construção, bem como da sua função, mais acredita-se que era usado para estudos astronômicos ou religiosos.

Stonehenge é conhecido entre determinados grupos religiosos como um local “místico”, o qual possúi segundo determinadas crenças, poderes sobrenaturais, sendo um local também onde a “energia” do cosmos consegue ser canalizada em seu ponto central da mesma forma que dizem ser feito pelas Pirâmides do Egito.

Durante os anos muitos avistamentos de OVNI’s tem acontecido em Stonehenge.
Segundo Ufólogos, Stonehenge pode ser um “Ponto de Comunicação” entre o nosso mundo e os alienígenas que visitam nosso planeta já á muito tempo.

Sua construção misteriosa data de milhares de anos, e sua verdadeira função ainda não foi descoberta, apesar de vários estudos realizados por arqueólogos e historiadores.
Algumas teorias dizem que as pedras de Stonehenge foram dispostas em forma circular para que em seu ponto central fossem feitos rituais religiosos primitivos, outros dizem que seria um tipo de “Observatório Astronômico” primitivo, mas qual seria o verdadeiro motivo de sua construção ainda é um enigma.

O mais famoso monumento megalítico do Mundo talvez tenha sido um observatório utilizado na previsão de importantes acontecimentos astrológicos.
Quem o teria construído, quando, como e com quais recursos?
Seria Stonehenge um local para a realização de rituais religiosos?
Pessoas de todas as classes, desde arqueólogos que com os seus conhecimentos específicos pensam poder desvendar os seus mistérios, até pessoas comuns desejam visitar este local “mágico”.
Todas essas pessoas são atraídas pela aura das suas enormes e antigas pedras.
Stonehenge é um enigma impressionante, cuja finalidade nem as maiores sumidades do Mundo na matéria conseguiram ainda encontrar explicação.

Lord Byron, no seu poema Don Juan, põe a questão: as florestas dos druidas desapareceram; Stonehenge não.
Mas o que será isto? Os Saxões chamavam ao grupo das pedras eretas de “Stonehenge” ou “Hanging Stones” (Pedras Suspensas), enquanto os escritores medievais referiam à elas como “Dança de Gigantes”.

Inigo Jones, famoso arquiteto do século XVII que fez o primeiro estudo sério sobre Stonehenge, considerou-o um templo romano. Mas William Stukeley, um estudioso de monumentos noséculo XVIII, convenceu muita gente de que se tratava de um templo construído pelos druidas britânicos.

Independente das crenças ou de teorias á respeito de Stonehenge, o que realmente importa são os fenômenos estranhos que aconteceu neste local, como o surgmento de raios luminosos em dias e noites limpas de nuvens, o avistamento de OVINI’s e até uma misteriosa névoa que cobre o local em determinados momentos.

A seguir está descrito um fantástico caso de desaparecimento que ocorreu em Stonehenge:

No local das misteriosas pedras de Stonehenge na Inglaterra, foi palco de um surpreendente desaparecimento em Agosto de 1971, fato este que tem recebido pouquíssima divulgação desde o seu acontecimento.

Nos anos de 1970 Stonehenge não estava protegida do público, não era uma área preservada, podendo ter acesso ao local qualquer pessoa sem que para isso necessitasse de algum tipo de autorização.
Por este motivo, e pela grande fama “mística” que o local possúi, um grupo de ”Hippies” decidiu realizar um acampamento no centro do círculo de pedras de Stonehenge e passar a noite.

Segundo os últimos relatos. o grupo de ”Hippies” fez uma fogueira, sentaram-se ao seu redor e começaram a fumar e cantar.
Por volta das 02:00′ da manhã seu acampamento foi abruptamente interrompido por uma severa tempestade com trovões e raios, e com ventos muito fortes que rapidamente sopravam sobre o local.
Relâmpagos brilhantes atingiram a área e suas árvores, e até mesmo as próprias pedras em pé de Stonehenge.
Duas testemunhas do evento, um fazendeiro e um policial, disseram que quando os poderosos relâmpagos atingiram as pedras do antigo monumento, as pedras se iluminaram com uma fortíssima luz azul que era tão intensa que eles tiveram que desviar os olhos para não ficarem cegos, embora estivessem a uma boa distância do círculo das pedra.

As duas testemunhas mais tarde relataram que logo depois do ataque dos relâmpagos eles ouviram gritos dos Hippies que estavam acampados no centro do círculo de pedras.
Imediatamente, as duas testemunhas correram ao local para prestar assistência, imaginando que deveriam haver feridos..

Mas ao chegarem no círculo de pedras, onde os Hippies estavam acampados não encontraram ninguém ferido ou mesmo morto. De fato, não encontraram ninguém no acampamento, o qual possuía um grande número de pessoas.
Tudo o que restava dentro do círculo eram as várias barracas e os restos da fogueira.

Os hippies haviam sumido sem deixar um só traço, sendo que nunca mais foram vistos novamente.

O que teria acontecido com os Hippies que acamparam em Stonehenge? Para onde foram?
O que teria provocado aqueles misteriosos raios e porque as pedras se “acenderam” quando os raios caíram sobre elas?
Quais seriam os verdadeiros mistérios de Stonehenge?

Essas são perguntas que até o momento não tem respostas, ficando mais este local com seus fatos misteriosos “Além da Imaginação”!